Notícias

Auxiliar de Abel Braga entra na Justiça contra Cruzeiro pedindo R$ 64 mil de direitos de imagem

Leomir de Souza trabalhou no clube por dois meses, mas alega que não recebeu nada

Por Redação, 02/07/2020 às 15:52
atualizado em: 02/07/2020 às 16:00

Texto:

Foto: Vinnicius Silva/Cruzeiro
Vinnicius Silva/Cruzeiro

RESUMO

  • Esta é a segunda ação do auxiliar técnico contra o Cruzeiro
  • Em março, Leomir de Souza acionou o clube na Justiça do Trabalho cobrando R$ 206 mil por dois meses de salários não pagos
  • Em fevereiro deste ano, Fábio Moreno, outro auxiliar de Abel Braga que também trabalhou no clube no período, entrou na Justiça cobrando do Cruzeiro R$ 444,8 mil de salários atrasados, mas já chegou a um acordo


O auxiliar técnico Leomir de Souza, que trabalhou por dois meses no Cruzeiro no fim do ano passado na comissão do treinador Abel Braga, acionou o clube na Justiça novamente. Na ação, protocolada no dia 29 de junho na 33ª Vara Cível de Belo Horizonte, o profissional cobra R$ 64 mil da Raposa pelo não pagamento dos dois meses de direitos de imagem enquanto esteve na Toca.

No processo, Leomir de Souza é identificado como Pessoa Jurídica em nome da empresa ‘L de Souza LTDA’, da qual é proprietário, já que os direitos de imagem são pagos por fora da carteira de trabalho e devem ser registrados como CNPJ. O Cruzeiro terá 15 dias para apresentar a defesa. A informação divulgada inicialmente pelo Globoesporte.com foi confirmada pela Itatiaia.

Pelo contrato, assinado no dia 27 de setembro e que foi rescindido em 29 de novembro, o Cruzeiro deveria pagar duas parcelas de R$ 32.000,00 (valor mensal dos direitos de imagem), totalizando R$ 64.000,00. A primeira referente a outubro e a segunda a novembro. No pedido, o auxiliar de Abel pede que o valor seja atualizado e acrescido de juros até a data do efetivo pagamento.

Auxiliar processou o Cruzeiro em março

Em março, Leomir de Souza já havia entrado na Justiça do Trabalho contra o Cruzeiro exigindo R$ 206 mil pelos dois meses de salários não pagos, depósito de Fundo de Garantia do tempo de Serviço (FGTS), verbas rescisórias, multa prevista no artigo 467 da CLT e pagamento dos honorários advocatícios. 

Outro auxiliar de Abel também acionou a Raposa em fevereiro, mas fez acordo

Em fevereiro deste ano, Fábio Moreno, outro auxiliar de Abel Braga que também trabalhou no clube no período, entrou na Justiça cobrando do Cruzeiro R$ 444,8 mil de salários atrasados, FGTS e multa rescisória.

Dias depois, as partes entraram em acordo e fecharam o pagamento da dívida em pouco mais de R$ 131 mil a serem quitados em dez parcelas a partir de abril, além de outros R$ 7,1 mil em 12 vezes referente ao FGTS.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    As informações sobre a semana e os eventos serão transmitidos nas redes sociais do ministério e da Secretaria Nacional da Juventude.#Itatiaia

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    ⚽️Técnico do América não poupou críticas à atuação do juiz Felipe Fernandes de Lima no clássico contra o Atlético. #itatiaia

    Acessar Link