Notícias

Atlético vence de virada no dia do seu clássico 500

Por Alexandre Simões, 02/07/2020 às 10:46
atualizado em: 02/07/2020 às 12:39

Texto:

Foto: Bruno Cantini/ Atlético
Bruno Cantini/ Atlético

Uma marca do clássico mineiro é cada clube ter uma conta diferente em relação ao número de jogos. Para o Atlético, foram 514 partidas. O Cruzeiro considera 489 confrontos.

Com base em seus números, o Galo considerou o clássico de 2 de julho de 2017, pelo turno do Campeonato Brasileiro, como o de número 500. E venceu de forma especial no dia de data tão especial nas suas contas, pois fez 3 a 1, de virada, no primeiro encontro entre os dois times após a decisão do Campeonato Mineiro daquele ano, também vencida pelo Galo.

O nome do jogo foi o atacante Fred, pivô de polêmica entre os dois clubes e que não conta com a simpatia das duas torcidas. Ele balançou duas vezes a rede de Fábio, decretando a virada alvinegra.

A FICHA DO JOGO

ATLÉTICO 3
Victor; Alex Silva, Leonadro Silva (Bremer), Gabriel e Fábio Santos; Roger Barnardo, Yago (Adilson), Elias e Cazares; Robinho e Fred (Rafael Moura). Técnico: Roger Machado
CRUZEIRO 1
Fábio; Ezequiel, Léo, Caicedo e Diogo Barbosa; Lucas Romero e Ariel Cabral; Robinho (Élber), Thiago Neves e Alisson (Sassá); Rafael Sóbis (Ábila). Técnico: Mano Menezes
DATA: 2 de julho de 2017
LOCAL: Independência
MOTIVO: Campeonato Brasileiro
GOLS: Thiago Neves, aos 6, Cazares, aos 47, e Fred, aos 49 minutos do primeiro tempo; Fred, aos 34 minutos do segundo tempo
ARBITRAGEM: Anderson Daronco, auxiliado por Rafael da Silva Alves e Elio Nepomuceno de Andrade Junior, todos do Rio Grande do Sul
CARTÃO AMARELO: Fábio Santos, Roger Bernardo e Robinho (Atlético); Caicedo, Ariel Cabral, Rafael Sóbis e Ábila (Cruzeiro)
PÚBLICO: 17.251
RENDA: R$ 569.140,00

MAIS HISTÓRIA
NASCIMENTO
: Em Chaval (CE), em 1959, nasce Francisco Ernandi Lima da Silva, o Mirandinha, centroavante que defendeu o Cruzeiro apenas no segundo semestre de 1985, mas agitou o futebol mineiro.

Naquele ano, os dois clubes disputaram nove clássicos pelo Estadual, sendo três deles na pela decisão do título, e Mirandinha marcou quatro gols.

NASCIMENTO: No Rio de Janeiro (RJ), em 1977, nasce Eduardo Allax Scherpel, goleiro que defendeu o Atlético entre 2002 e 2004. No período, ele não ganhou nenhum título pelo clube, mas ficou marcado na história do clássico por uma briga com o zagueiro cruzeirense Cris após uma decisão de Campeonato Mineiro entre os dois rivais.

Após o Cruzeiro ser campeão mineiro de 2004, em cima do Atlético, Cris atirou uma lata de sinalizador com fumaça azul na direção da torcida atleticana. Eduardo foi tirar satisfações. E os dois brigaram próximo à antiga geral do lado alvinegro.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    As informações sobre a semana e os eventos serão transmitidos nas redes sociais do ministério e da Secretaria Nacional da Juventude.#Itatiaia

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    ⚽️Técnico do América não poupou críticas à atuação do juiz Felipe Fernandes de Lima no clássico contra o Atlético. #itatiaia

    Acessar Link